Houve uma época em que as criaturas do mundo de Akakor tinham acesso à nossa realidade; alguns para preservar e proteger a natureza, outros para atacar e aterrorizar suas vítimas. Sob o comando do Saci, criaturas malignas tentaram tomar o controle da Terra, pois acreditavam que a raça humana não era digna de tal dádiva. Contudo, precisariam derrotar Kambaí e corromper os seres lendários responsáveis pelas leis antigas de preservar o equilíbrio entre as duas formas de existência.

No entanto, enfraquecido pela perda do elo com uma de suas formas, o Saci foi derrotado e enviado de volta ao Mundo das Lendas. Aproximadamente 300 anos após seu banimento, agora rei de Akakor, ele procura, uma nova maneira de invadir a Terra para punir os humanos e tomar o poder. Para evitar que isto aconteça, Kambaí, um lendário guerreiro indígena, é transportado para Akakor, o mundo das lendas, com o objetivo de livrar aquele reino do maligno Saci e de seus aliados. Mas, para isto, enfrentará criaturas monstruosas que tentarão impedi-lo de cumprir seu objetivo.

Veja alguns personagens…

 Iara: A melhor guerreira de sua tribo, suas habilidades estavam além da capacidade normal e muitos desconfiavam de sua origem, pois, desde criança já mostrava seus dons, sendo um deles conseguir se manter por muito tempo submersa, algo que nem mesmo um adulto conseguiria fazer. Possuía uma beleza rara e um olhar encantador, profundo e sereno, capaz de fisgar ou desnortear até mesmo um guerreiro de coração fechado. Por ser muito admirada pelo pajé da tribo, seus dois irmãos indígenas tinham muita inveja, então descobriram um segredo crucial de Iara, assim resolveram matá-la. O ataque ocorreu à noite enquanto ela dormia, mas Iara possuía um sexto sentido que a alertou do perigo e, no confronto, ela acaba matando seus irmãos em legítima defesa. Sentindo-se culpada, Iara foge, pula em um penhasco e retorna ao lar de seu verdadeiro pai, o ser marinho, senhor das águas conhecido como Ipupiara. Tempos depois ela retorna para superfície, agora com poderes em níveis extraordinários, é acolhida como a principal pela tribo das guerreiras Icamiabas.

Kambai: Personagem principal dos Guerreiros Folclóricos, é um lendário guerreiro indígena protetor da floresta e dos animais, que foi transportado da Terra para o Mundo das Lendas pelo deus Tupã com o objetivo de livrar aquele reino do comando do maligno Saci e de sua horda de zumbis Corpos Secos. Mas para isto terá que enfrentar criaturas monstruosas que tentarão impedir a todo custo o cumprimento de tal objetivo. Em sua jornada, descobrirá que possui alguns poderes sobrenaturais e saberá sobre sua origem neste mundo. Além de fazer aliados com habilidades distintas como: o Lobisomem Guará, o Caipora, a Iara, a Matinta Perera, Kambaí possui um importante colar mistico chamado Baêta, fonte de seus poderes e talvez de sua imortalidade.
Mapinguari: Uma criatura monstruosa com aproximadamente dois metros de altura, que devora qualquer ser vivo em sua frente mas se alimenta principalmente cabeças humanas! Com sua boca enorme emite rugidos assustadores para atordoar suas vítimas, possui uma força descomunal!

Matinta Perera: Uma entidade da noite, horrivelmente estrídula. Sua presença é anunciada por um agudo assobio, parecendo vir de todas as direções com grande intensidade. Ela tem a aparência de uma velha, com longos vestidos pretos, cabelos compridos despenteados, a cabeça envolvida por uma carapuça, aparecendo somente os olhos fundos e lúgubres. É associada a uma “rasga-mortalha”, que nas escuras noites sem luar, traz más notícias de um mundo místico.

Para quem gostou da ideia de Guerreiros Folclóricos, é possível fazer sua contribuição para o projeto através de sua página oficial no Catarse, cuja meta inicial é de 150 mil reais. As contribuições vão de 10 a 2,5 mil reais, mas é preciso ajudar com apenas R$ 50 para receber uma cópia digital do game. É importante notar que a aventura terá até quatro capítulos, sendo que cada um deles deve surgir caso a equipe ultrapasse as metas estendidas de 300, 420 e 650 mil reais, respectivamente.

Veja o Gameplay:
https://www.youtube.com/watch?v=xfkkFb_vIXI   

De acordo com Santos, as principais inspirações para Guerreiros Folclóricos são clássicos como Castlevania, da Konami, The Witcher, da CD Projekt Red e, claro, God of War. E as semelhanças entre Kratos e Kambaí são claras — já que o roteiro do jogo brasileiro envolve um deus que dá os poderes ao indígena para que ele possa “impedir a ascensão do mal”.

Guerreiros Folclóricos tem previsão de lançamento para 2018 com versões para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Veja mais na Page: https://www.facebook.com/guerreirosfolcloricos/
Fonte: fatosdesconhecidos/techmundo/GF/DSGN

Categories: Geral, Noticias