Kyoto Animation o estúdio japonês atingido por incêndio criminoso

O número de mortos deixados por um incêndio criminoso no estúdio de animação na cidade de Quioto, no Japão, subiu para 33 nesta quinta-feira, 18, segundo o Corpo de Bombeiros. Este é pior ataque ocorrido no país em quase duas décadas.


Um porta-voz dos bombeiros disse à agência France Presse que “12 pessoas com parada cardíaca foram encontradas no térreo e primeiro andar” do edifício de três andares.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, classificou o incêndio como “assombroso demais para as palavras”, e expressou condolências pelas vítimas. O premiê confirmou se tratar de um incêndio criminoso.

A polícia prendeu um homem de 41 anos que acreditam ser o responsável pelo fogo. Segundo testemunhas, ele gritou “morram” enquanto espalhava o que parecia ser gasolina ao redor do edifício de três andares da empresa de animações Kyoto Animation, por uma razão ainda desconhecida.

O suspeito está ferido e sendo tratado em um hospital, por isso a polícia ainda não conseguiu interrogá-lo.

O incêndio começou às 10h30 desta quinta-feira (22h30 de quarta em Brasília) .

Outras testemunhas declararam, entretanto, que escutaram duas explosões fortes, segundo a AFP. Veículos de comunicação locais, citados pela rede britânica BBC, noticiaram que a polícia encontrou várias facas no local.

A Kyoto Animation, com 160 funcionários, foi criada em 1981 e produz filmes de cinema e séries de anime para a televisão, baseados nos quadrinhos mangás. Entre suas produções se encontra a série K-ON!! e A Melancolia de Haruhi Suzumiya.
Segundo a BBC, já teve início uma campanha de crowdfunding para as vítimas e para o próprio estúdio, chamada Help KyoAni Heal (“ajude a curar a KyoAni”) que arrecadou 50.000 dólares (188.200 reais) em apenas uma hora.

Fonte : Veja/brasilelpais

Deixe uma resposta