/* ]]> */

Novidades do HORROR EXPO 2019

HORROR EXPO 2019 terá uma área especial para os Artistas, o HORROR ARTISTS’ PAVILION. Nela, profissionais que se enquadrem na temática do Evento, como Ilustradores, Autores, Quadrinistas e Escultores, terão um espaço especial e de destaque, podendo ter contato direto com o seu público, além de expor e comercializar suas obras originais, prints, sketchbooks e diversos outros materiais.

As inscrições para o HORROR ARTISTS’ PAVILION já estão abertas. Os Artistas interessados em participar devem entrar em contato conosco preenchendo o formulário no link abaixo, informando seus dados e mostrando um pouco de sua obra. Não fique de fora da maior Convenção da América Latina de fãs e entusiastas do gênero do Horror para Cinema, TV, Literatura, Games, Música e Cultura Pop!

INSCRIÇÃO PARA ARTISTAS:
https://horrorexpo.com.br/inscricao-para-artistas/

MICK GARRIS, PREMIADO CINEASTA E ESCRITOR, CONFIRMADO NA HORROR EXPO
Aos 67 anos de idade, Garris possui em seu currículo trabalhos que moldaram a história do entretenimento e cultura pop. Entre eles, a série “Amazing Stories” (“Histórias Maravilhosas”), criada por Steven Spielberg e que foi ao ar entre os anos de 1985 e 87, vencendo cinco Emmy Awards, e “Masters of Horror” (“Mestres do Horror”), produção exibida entre nos anos de 2006 e 2007. Sob a direção de Mick, “Masters of Horror” reuniu grandes nomes do horror/terror, como John Carpenter, Larry Cohen, Don Coscarelli, Joe Dante, Guillermo Del Toro, Tobe Hooper, John Landis, Dario Argento, Eli Roth, entre muitos outros. Garris também participou em séries como “Tales From The Crypt” (“Contos da Cripta”), “Pretty Little Liars”, “Witches of East End” (“As Bruxas de East End”), “Shadowhunters” e ” Once Upon a Time”.

No cinema, e também em produções de longas para TV, dirigiu adaptações de obras de Stephen King, como “Sleepwalkers” (“Sonâmbulos”, 1992), “The Stand” (“A Dança da Morte”, 1994), “The Shining” (“O Iluminado”, versão de 1997 estrelada por Rebecca De Mornay, Steven Weber e Melvin Van Peebles), “Riding the Bullet” (“Montado na Bala”, 2004), “Stephen King’s Desperation” (“Desespero”, 2006), “Bag of Bones” (2011). Também foi responsável por clássicos do terror cult, como “Critters 2: The Main Course” (“Criaturas 2”, 1988) e “Psycho IV: The Beginning” (“Psicose 4: A Revelação”, 1990), além de ser escritor/roteirista de “Batteries Not Included” (“O Milagre Veio do Espaço”/”O Milagre da Rua 8”, 1987), “The Fly II” (“A Mosca 2”, 1989), “Hocus Pocus” (“Abracadabra”, 1993) e, dentre outros, “Michael Jackson’s Ghosts”, famoso curta-metragem escrito por Garris, Stephen King e Michael Jackson, e estrelado pelo saudoso Rei do Pop.

Toda essa trajetória, que foi iniciada como vocalista e líder da banda de rock Horsefeathers e um trabalho paralelo como recepcionista da Star Wars Corporation, de George Lucas, posteriormente migrando para operador de controle remoto para o famoso robô R2-D2, fez com que Garris se tornasse uma lenda. Ele foi premiado em 2006 no respeitado New York City Horror Film Festival e nomeado conselheiro fixo no Hollywood Horror Museum. Atualmente, além de suas produções, apresenta o podcast “Post Mortem”, parte da rede Blumhouse.

Mick Garris estará presente nos três dias da HORROR EXPO 2019, apresentando painéis e sessões de “perguntas e respostas” com os fãs, e, no domingo (20), será um dos grandes premiados do Horror Expo Lifetime Achievement Award, premiação voltada para os grandes nomes mundiais do horror/terror em diferentes segmentos.

Confira a mensagem de Mick Garris para os fãs brasileiros:


DEREK RIGGS, CRIADOR DE FAMOSAS CAPAS DO IRON MAIDEN.

Pela primeira vez no Brasil, Riggs estará presente em todos os dias do evento com um estande próprio, no qual comercializará prints de suas obras e outros itens, e também participará de painéis e atividades no palco principal da feira. Dessa forma, o fã que aguarda há tanto tempo para poder vê-lo de perto terá momentos simplesmente inesquecíveis.

“Eddie” é, sem dúvida, a mais icônica mascote da história da música pesada e ilustra a carreira do Iron Maiden em todos os momentos, desde os primórdios. Porém, a criação dela veio antes mesmo de existir tal conexão, uma vez que nasceu como uma ilustração de Riggs batizada “Electric Matthew Says Hello” (“Electric Matthew diz oi”, em tradução livre), que foi criada com o intuito de ser usada para alguma banda punk no final dos anos 70.

Pessoas ligadas ao Iron Maiden tiveram acesso ao portfólio de Riggs e entraram em contato, pedindo que ele colocasse cabelo naquela figura, para que se parecesse menos punk. O resultado foi a arte da capa de “Iron Maiden”, álbum de estreia, lançado em 1980. A parceria seguiu firme até o início dos anos 1990 e o artista criou muitos das mais famosas capas e também singles da banda. A partir do álbum “Fear of the Dark” (1992), o Iron Maiden optou por contar com a contribuição de outros artistas, mas “Eddie” continua firme e forte até os dias de hoje.

https://www.youtube.com/watch?v=6GU6acm83aA

NAOMI GROSSMAN, ATRIZ DE AMERICAN HORROR STORY.

Em visita aos fãs brasileiros, Naomi estará presente em todos os dias do evento, e realizará no domingo, dia 20, um painel especial sobre sua carreira, abrindo para perguntas e respostas do público. Nos demais dias participará de sessões de autógrafos e fotos, comercializadas de forma avulsa para os presentes, e Meet & Greet, experiência que faz parte das categorias VIP Gold e VIP Plantinum dos ingressos da HORROR EXPO 2019.

Em “American Horror Story: Asylum”, segunda temporada da franquia veiculada entre os anos de 2012 e 2013, o mundo foi envolvido pela marcante personagem Pepper, uma das internas de Briarcliff que sofria de microcefalia. O papel foi tão bem aceito que teve o seu passado contado em “American Horror Story: Freak Show”, entre 2014 e 2015. Com isso, Pepper, nas duas ocasiões interpretada por Naomi Grossman, foi a primeira personagem a participar em mais de uma temporada da franquia .

Apesar do “sacrifício”, cada minuto de montagem valeu a pena, pois, mesmo iniciando como um papel coadjuvante, Pepper se tornou uma das personagens mais queridas pelos fãs de American Horror Story. E, como se não bastasse, repercussão rendeu a Naomi Grossman mais uma participação na franquia, dessa vez como a satanista Samantha Crowe em “American Horror Story: Apocalypse”, a mais recente temporada da série, veiculada em 2018.

Nascida em Denver, Colorado, Naomi tem uma ligação especial com a América do Sul, uma vez que viveu parte da sua adolescência na Argentina, após retornar para seu país natal e iniciar sua trajetória na TV e cinema, no início dos anos 90. Não é incomum ouvirmos a atriz falar em castelhano e até mesmo arriscar um português.

THERION É A PRIMEIRA ATRAÇÃO MUSICAL CONFIRMADA PARA A HORROR EXPO 2019…

O hepteto, capitaneado por Christofer Johnsson, guitarrista e mente criativa do grupo, será responsável pelo encerramento do evento, dia 20 de outubro. Na ocasião, apresentará um repertório exclusivo para a HORROR EXPO e inédito para os brasileiros, que terá como foco o álbum Theli (1996), trabalho que ajudou a moldar a explosão criativa que o Therion se tornou ao longo das décadas. Além disso, o set trará clássicos de outros trabalhos da carreira, somando 90 minutos de apresentação.

Além do show, a banda participará de um painel especial no sábado, 19 de outubro, no palco principal da HORROR EXPO. Na ocasião, falará sobre sua carreira, trabalhos, inspirações e temáticas, além de responder perguntas de fãs. O Therion também realizará de sessões de autógrafos gratuitas no sábado e domingo, que serão organizadas no estande que a gravadora Nuclear Blast possuirá no evento.

A revolução sonora do Therion

Formada em 1987 por Christofer Johnsson, a banda teve, por um curto período de tempo, os nomes Blitzkrieg e Megatherion, até ser fixada como Therion. A escolha tem diferentes significados, sendo um deles o álbum “To Mega Therion”, dos suíços Celtic Frost, que Christofer é declaradamente fã. Já o termo “To Mega Therion” em si, que, do grego, significa “a grande besta”, faz referência ao Apocalipse do Cristianismo e usado amplamente pelo famoso ocultista Aleister Crowley. O ocultismo, mitologias e filosofia são temas recorrentes ao longo de toda a carreira do Therion.

O sucesso mundial veio em 1996 com o quinto álbum, “Theli”. Embalado pela música “To Mega Therion”, o trabalho mostrou uma sonoridade que mesclava uma atmosfera pesada, sombria e apoteótica, com guitarras pesadas em perfeita harmonia com arranjos para orquestras e corais, numa época em que isso não era comum.

Com uma discografia que, até o momento, consiste em dezesseis álbuns de estúdio (além de EPs e registros ao vivo), o Therion só ampliou sua base de fãs, com os lançamentos de “Vovin” (1998), “Crowning of Atlantis” (1999), “Deggial” (2000), “Secret of the Runes” (2001), “Lemuria/Sirius B” (2004) e outros até o mais recente, “Beloved Antichrist” (2018). Neste último, a banda mais uma vez inovou sua carreira, fazendo uma ópera rock completa.

O fã do horror certamente se lembra das Noites do Terror e do Castelo dos Horrores do saudoso Playcenter, parque de diversões paulistano. E dos mistérios de Katakumb, uma das principais atrações do Hopi Hari? Ou, ainda, do Castelo do Terror, que aterroriza o parque temático catarinense Beto Carrero World? Todos respondem por um nome: Juan Espeche, 54, que também foi responsável por diversas outras atrações, como O Mistério da MongaHorror Fest e Museu Zé do Caixão.

Argentino, natural de Buenos Aires e radicado no Brasil há 23 anos, Espeche fundou, em 1995, a empresa Indiana Mystery, especializada no entretenimento de terror e suspense, com projetos que têm como meta a concepção na riqueza de detalhes. Os frutos desse trabalho, que rendeu a visita de milhares de pessoas e a venda de milhões de ingressos na América do Sul e Europa, agora será focado nas experiências da HORROR EXPO 2019, com atrações exclusivas e gratuitas para o visitante que adquirir o ingresso para qualquer dia (ou todos) do evento, que acontece no Expo Center Norte (São Paulo/SP) nos dias 18 a 20 de outubro de 2019.


Enfermeiras e médicos macabros esperam por seus pacientes no cenário de um hospital abandonado. A cena parece que saiu de um filme de terror, mas é uma ativação da Prevent Senior para arrepiar os visitantes da HORROR EXPO 2019, entre os dias 18 a 20 de outubro, no Expo Center Norte.

Para quem tem medo de terror parece até difícil de acreditar, mas uma pesquisa realizada pela University College London (UCL) comprovou que pessoas que assistem a filmes assustadores têm um aumento de 25,3% de suas taxas cardíacas, o que provoca mudanças na pressão sanguínea e aceleração nos batimentos cardíacos. Essa aceleração ajuda na queima calórica e pode ser equivalente a uma caminhada de 30 minutos.

Outro benefício está na liberação da dopamina, o hormônio do prazer. Um estudo realizado pelo Dr. David Zald, na Universidade de Vanderbild, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que gostam de assistir filmes de horror ou visitar locais “assombrados” recebem melhor a dopamina e sentem mais prazer. Enquanto isso, aqueles que não curtem muito não recebem o hormônio tão bem assim.

MARK SHEPPARD, ATOR DE SUPERNATURAL…

Em visita aos fãs brasileiros, Sheppard estará presente em todos os dias do evento e realizará no sábado, dia 19, um painel especial sobre sua carreira, abrindo para perguntas e respostas do público. Durante todo o evento participará de sessões de autógrafos e fotos, comercializadas de forma avulsa para os presentes, além de Meet & Greet selecionados.

Com um carisma singular e um relacionamento ambíguo com os irmãos Winchester, Mark Sheppard interpretou Crowley entre os anos de 2009 e 2017 na série Supernatural, produzida pela a rede norte-americana The CW e que, ainda neste ano, entrará em sua 15ª e última temporada. A partir de 2014, Crowley passou a figurar no elenco protagonista da série, tamanha foi a repercussão do personagem junto ao público.

Filho do renomado ator William Morgan Sheppard, Mark começou sua carreira na música, aos 15 anos de idade, tocando bateria em bandas que, principalmente atuavam no circuito europeu, migrando posteriormente para os EUA. Nesta empreitada, que englobou muitos álbuns gravados e turnês de diferentes artistas, chegou a integrar a carreira solo de Robyn Hitchcock e o grupo irlandês Light a Big Fire.

No começo dos anos 90 iniciou a carreira como ator de cinema e TV, sendo esta última, com as séries, a principal forma que o levou ao estrelato. Além de Supernatural, teve participações mais longas como em Battlestar Galactica, 24 Horas, Leverage, Medium, White Collar, Warehouse 13 e Soldier of Fortune, Inc., além de aparições em megaproduções como Arquivo X, Star Trek: Voyager, CSI, CSI: NY, Firefly, Monk, Without a Trace, Burn Notice, Chuck, Doctor Who, MacGyver, entre outras.

SERVIÇO HORROR EXPO 2019:
Datas: 18, 19 e 20 de outubro de 2019
Horário: das 12h às 22h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

Ingressos:
Ingresso individual por dia:
2º Lote: a partir de R$ 170,00 (entrada solidária e meia-entrada)

Passaporte individual para os três dias do evento:
2º Lote: a partir de R$ 484,50 (entrada solidária e meia-entrada)

Ingressos VIP:
VIP Platinum: R$ 1.000,00 (por dia) ou R$ 2.700,00 (três dias)
VIP Gold: R$ 700,00 (por dia) ou R$ 1.890,00 (três dias)
VIP Silver: R$ 500,00 (por dia) ou R$ 1.350,00 (três dias)

Para saber mais detalhes sobre cada formato de ingresso, assim como opções de pagamento e parcelamento, acesse: horrorexpo.com.br/ingressos/

Redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/horrorexpobrasil
Instagram: www.instagram.com/horrorexpobrasil
Twitter: twitter.com/horrorexpobr
Fonte: VPGroup/HorrorExpo


You may also like...