Entrevista Bárbara .

OG : Bem, inicialmente muito obrigado por conceder um pouco do seu tempo. Para começarmos poderia nos dizer o seu nome e idade?

Bárbara : Meu nome é Bárbara Gabrielle Riccetto, eu tenho 16 anos.

 

OG :  No momento você trabalha, estuda ou faz faculdade?

Bárbara : Estudo e faço técnico de informática. 

 

OG : Quando foi o seu primeiro contato com animes?

Bárbara : Tinha sete anos, assistindo Hamtaro. Mas tendo a noção de que eu assistia um anime, foi quando vi InuYasha, aos 10.

 

OG : Você tem algum anime? Quais são seus preferidos?

Bárbara : Adorei Log Horizon e Tales of the Abyss, que assisti recentemente. Estão entre meus outros animes favoritos: Ergo Proxy, Darker Than Black e Kuroshitsuji.

 

OG : Todo mundo tem uma história para começar, você começou a fazer cosplay por influência ou porque você teve a ideia por si mesma?

Bárbara : Comecei a frequentar eventos devido a uma moça da minha cidade, que começou com as caravanas. Mas fazer cosplay mesmo eu comecei sozinha.

 

OG : Qual foi o seu primeiro cosplay? E quais foram suas motivações para continuar a fazer seu trabalho? E dentre todas, qual foi a maior dificuldade que você encontrou?

Bárbara : Foi a Prima – Vocaloid. Foi um cosplay meio poser, já que eu não conhecia tanto ela, por que havia acabado de ser lançada. Mas ela era linda. O que mais dificultou foi encontrar os acessórios, ainda não sabia como fazer e tudo mais. Mesmo não sendo tão assediada, vendo outros cosplays, procurei melhorar.

 

OG : Você faz seus próprios Cosplays? Exemplo: Roupa, acessórios, armas, armaduras e etc …

Bárbara : Meus cosplays são feitos por uma costureira de minha cidade. Alguns detalhes eu tento fazer, mas meus pais acabam fazendo os acessórios. Eu não tenho tanta pratica ainda.

 

OG : De todos os seus Cosplay , qual o seu favorito?

Bárbara : Malon <3

 

OG : Qual a sensação ao finalizar seu cosplay? Você é muita assediada em eventos em questão de pedirem fotos suas?

Bárbara : É incrível. Quando o cosplay faz aquele sucesso, como meu cosplay de Zelda (que foi meu segundo), você não sabe o que falar ou fazer. Até mesmo cansada você topa tirar fotinhas, por que é uma realização.

 

OG : O que o mundo cosplay trouxe de bom para a sua vida pessoal ? Bárbara : Conheci muitos, MUITOS amigos. E alguns deles eu guardo no meu coração de verdade, considerando até os melhores de todos.

 63633_meitu_1

OG : Você se arrependeu de algum cosplay que fez? Ou pensa que poderia ter melhorado algum?

Bárbara : A Zelda. O resultado ficou muito bom, mas depois que conheci outros cosplayers que fizeram ela também, vi que errei demais em alguns detalhes. Não foi por pressa, mas por inexperiência.

 

OG : O que seus pais acham de você fazer cosplay? Houve algum preconceito por parte deles ou dos seus amigos?

Bárbara : De alguns amigos eu tive um pouco, mas meus pais apoiaram completamente. Acham que é uma forma de eu me divertir e me expor, já que normalmente sou muito fechada.

 

OG : Algum personagem em vista para um futuro cosplay ?

Bárbara : Obviamente. A lista de qualquer cosplayer é ampla, mas fazer mesmo, a gente acaba excluindo alguns kk – O meu próximo cosplay vai ser de Bleach, só que não vou dizer qual.

 

OG : Você já participou de algum concursou? Já ganhou algum prêmio? Se sim, qual?

Bárbara : Não. Eu cheguei perto uma vez, mas no desfile travei, o que tirou pontos cruciais.

 

OG : As pessoas já te reconheceram fora dos eventos como cosplayer? Ou nos evento sem que você estivesse com cosplay?

Bárbara : Sim, fora dos eventos. Dentro não, por que ainda não experimentei ficar sem cosplay em eventos.

 

OG : Você gosta de música japonesa também? Quais são suas músicas, cantores(as) ou bandas favoritas?

Bárbara : Sim, sou louca por The Gazette, que fez musicas de alguns animes que gosto muito.

 

OG : Como hobby o que você gosta de fazer quando não esta nos eventos de cosplay ?

Bárbara : Desenhar e escrever historias.

 

 OG : Você curte games? Joga algum online ou console? Se sim, qual é seu jogo favorito?

Bárbara : Eu prefiro os de console, por que normalmente jogo sozinha. O jogo que mais me marcou foi o primeiro que eu zerei com meu pai: Heretic. Acho muito triste não conhecerem…

 

OG : Já aconteceu alguma coisa engraçado ou inusitada com você em um evento ?

Bárbara : Abraços inusitados e até pedido de namoro. Tipo, eu nem te conheço. Sai. kkk

 

OG : Qual é a sua opinião sobre os cosplays atualmente? Você acha que eles melhores ou piores?

Bárbara : Sim, sempre melhorando. Por exemplo:

A minha Malon foi o primeiro cosplay que eu olho e digo: Está perfeito, não preciso reformar nada.

 

OG : Por fim, muito obrigado pela sua participação e por nos ceder essa entrevista. Se você quiser, deixe uma mensagem para seus fãs e amigos!

Bárbara : Eu agradeço quem me apoia e quem topa fazer cosplays em grupo comigo. Quero especialmente mandar um beijo pra Patricia Lima, por que fizemos homenagem a Nintendo uma vez, e ainda temos projetos adiante. <3

10156100_449629421807444_2805637829648427512_n

You may also like...

Deixe uma resposta